segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Frustração

Como fico facilmente frustrada, eu sou uma pessoa imediatista. Quando quero algo quero pra ontem e não pra daqui a pouco, me pedir para esperar é quase como apertar o botão vermelho de auto destruição. Eu tenho absoluta certeza de que ser imediatista me torna automaticamente uma pessoa ansiosa. Eu travo uma batalha diariamente tentando frear meus impulsos, quando algo me é apresentado eu assumo que é pra agora, por exemplo, quando escrevo um e-mail, espero que a pessoa responda assim que receber, eu sofro aguardando uma resposta, são minutos que parecem virar horas e dias. Quando não recebo uma resposta então fico a ponto de roer as unhas, mas estou me esforçando para me educar nesse sentido.
As vezes gostaria que esse tipo de crescimento e conhecimento interno fossem um pouco mais fáceis para mim. Preciso ficar me policiando, me distraindo para não checar a caixa de e-mail a cada cinco minutos. Se precisasse apontar uma das coisas que mudaria em mim essa seria uma delas. Gostaria de ser uma pessoa paciente, que não sofresse de ansiedade, gostaria, mas não sou e como muitas coisas, essa mudança depende apenas da minha força de vontade e perseverança, as vezes tenho recaídas, as vezes me deixo levar, mas sempre tento e é bom perceber que ao final de cada dia as frustrações diminuem, ainda estão lá, mas são cada dia menores.

A Apresentação

Bem, sinceramente, não importa realmente quem sou eu. Não sou uma pessoa conhecida ou famosa, não sou espetacular em nada do que faço, mas me considero uma pessoa boa, boa e completa, não sou perfeita, mas sou esforçada, procuro me aprimorar em tudo aquilo que faço.
Sou uma pessoa comum, que gosta de escrever, eu não espero que alguém vá realmente ler o que escrevo aqui, mas escrever exercita minha mente, gosto de devanear, muitas vezes coisas sem nexo nenhum, mas como disse, é um exercício.
Sou uma pessoa naturalmente anti social, não por falta de habilidade, mas por escolha, já quebrei a cara de mais, já ouvi e vi de mais e observo de mais, e por ser observadora me sinto mais segura estando só. Me chamem de louca, metida, ou o que quiserem, mas é assim que vejo as coisas, tenho medo de gente e ponto. Não acredito que as pessoas são naturalmente boas, acredito que o ser humano, como qualquer outro animal, utiliza seu sentido de auto preservação, mas nós por sermos seres racionais, cometemos atos estúpidos quando tentamos nos auto preservar, afinal, pimenta dos outros é refresco não é? Não, não sou hipócrita, sou humana também, logo estou sujeita ao que disse, mas acredito fielmente que podemos trabalhar para aprimorar nossa racionalidade e finalmente sermos bons.
E esse post chega ao fim, acho que se continuar escrevendo, eventualmente as pessoas podem ter um idéia de quem eu realmente sou.

Eve~

Blog Archive

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Siga por Email!